LANTERNA DOS SONHOS

Na noite pérfida e gélida   

Entrego-me à escuridão sombria 

De coração cheio, e de alma vazia 

Ergo os meus braços aos céus.  

Sinto-me perdido com apetência  

De que alguém me encontre 

Percorro as teias da vida, rogo pragas aos meus medos

Espalho cinzas de ti, por entre os dedos.  

Abarco o horizonte 

Com esperança de alcançar uma lanterna 

Repleta de luz e de esperança  

Que rasgue os sonhos e os galgue para a realidade

Em lençóis de verdade 

Me deito e me levanto 

Continuo à tua espera…  

Sorve-me a respiração

Engole as minhas palavras cobertas de emoção 

Oferece-me a lanterna de sonhos.

Rasga o meu espírito  

Conquista a minha alma

Que ora canta, ora esboça um grito.

Articulo sons 

Pinto os meus sonhos em vários tons 

Galvanizo o meu ser 

Vejo caras a florir

Olhares a sorrir 

Arte nas nuvens

Gemidos no trânsito 

Um pássaro a chilrear o seu pranto.  

O céu mudou de cor 

Hoje é azul, vermelho, verde e branco 

As nuvens estão grávidas do tempo

Que as penetraram num dado momento

A lanterna dos sonhos  

Perpassam o meu âmago 

Abraçam o meu ser, profundo.   

Tudo…  

Tudo depende de ti 

Mas… o melhor de mim é quando me aconchego nos teus braços.

Fica em mim. Para sempre.  

 

 

 

DREAMS LANTERN

  

The night is perfidious and icy

I surrender to the gloomy darkness

My heart is full, but my soul is empty

I raise my arms to the sky.

I feel lost but craving

For someone to find me

I go through the webs of life, I curse my own fears

I spread your ashes, between my fingers.

I embrace the horizon

Hoping to reach the lantern

Full of light and hope,

That will tear up my dreams and bring them to reality,

In a bed of truth

I lie down and stand up

Still waiting for you….

You take away my air

Absorb my words full of emotion

Offer me the dreams lantern.

Rip my spirit apart

Conquer my soul

That sometimes sings, sometimes screams.

I make some sounds

I paint my dreams in various shades

I bring myself to life

I see faces blooming

The smiling eyes

Art in the clouds

Groaning in trafic

A bird comes to sing his song.

The sky has changed colour

Today is blue, red, green and white

There was a moment when time

Penetrated the clouds and they became pregnant.

The dream lantern

Penetrates me

And intensely hugs me,

Everything….

It all depends on you   

But…when I let myself in your arms, that’s the best of me.

Stay in me. Forever.

 

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s