A CARTA QUE TU NUNCA LESTE

O tempo passou e levou-me para longe de ti. Não me soubeste valorizar. Hoje sigo sem ti a meu lado. Quer acredites, quer não… Não sei viver sem ti. Nunca fizeste nada para me reteres nos teus braços. Choras-te com a minha ausência. Perdi-me e com o passar de morosas horas debaixo de cobertores febris, com o meu corpo cada vez mais frágil consegui superar a tua ausência. Encontrei-me. E por essa razão é que te escrevo esta carta que nunca leste.

Nunca te falei. Nunca te toquei. Nunca te olhei nos olhos. Nada fizeste em prol do amor que dizias sentir por mim. Preferiste trilhar por entre ondas nefastas, seres fúteis ao invés de te entregares e deliciares-te com o milagre do verdadeiro amor. Preferiste as luzes, os “flashes” noturnos, ao invés de te aconchegares em mim todas as noites. Todas as noites gélidas, desejei adormecer contigo a meu lado. Almejei despertar contigo do meu lado, e deliciar-me com o brilho dos teus olhos. Revela o amor que sentes por mim. Deleita-me com o teu sorriso amável. 

Quero olhar-te nos olhos, e… Deslindar o melhor de ti. Oferecer-te o melhor de mim. Entregar-te o meu coração e amar-te de corpo e alma. Escrevo-te esta carta que nunca leste e através das palavras demonstro o amor que nutro por ti, o amor que carrego no peito é só teu, por toda a nossa vida, para além de todas as vidas que possamos existir.

Digo-te agora que te amo. Vou amar-te até ao meu último suspiro. Juro amar-te, conquistar-te todos os dias. És o melhor de mim. És a melhor música pela qual os meus ouvidos não se cansam de escutar. Amo-te como ama o amor. Cada passo que dou em direção a ti é com o objetivo de olhar-te nos olhos, abraçar-te, amar-te incondicionalmente. 

Escrevo-te esta carta para dizer-te que não sei viver sem ti. Não me canso de dizer-te: És tudo para mim. És o ar de que eu preciso para respirar. Abre os braços, e sem quaisquer palavras… Abraça-me. Ama-te-me, todos os dias. Quero que saibas que jamais vou esquecer-te. E quando morrer… Vou querer morrer nos teus braços. E tu. Morres comigo? Vês… Esta é a carta que nunca leste!

Anúncios

3 thoughts on “A CARTA QUE TU NUNCA LESTE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s